Voltar ao cabelo natural é possível através da transição capilar. Para muitas de nós cacheadas, crespas e onduladas os alisamentos fez parte das nossas vidas, alterando as estruturas dos cabelos, tornando-os mais lisos através de processos químicos. No entanto, hoje muitas pessoas estão um processo de resgate, aprendendo a amar, cuidar e tratar dos cabelos naturais.

Este guia completo de transição capilar atualizado, foi elaborado com especialistas para te orientar nesta jornada de volta ao cabelo natural. Você está preparada?

O que é transição capilar?

Ao pensar em fazer a transição capilar, você decidiu não usar mais químicas de alisamento, como relaxamentos, botox e outras químicas que relaxam cabelos cacheados. Mas não se preocupe! Com tempo e paciência os seus cachos vão voltar, não importa o quanto tenham sido maltratados. Seu cabelo pode não ter uma boa aparência quando começar a crescer. À medida que os cachos novos surgem, até a parte alisada ser cortada você terá duas personalidades capilares na cabeça. Estando com duas texturas no cabelo, uma alterada quimicamente, e outra natural, você ainda está em transição capilar

Esse processo nunca é fácil ou rápido, dependendo da extensão dos danos causados ​​pelas químicas. Seja no início, no meio ou no final do estágio de transição, é um processo cheio de rotina e paciência pois os cachos não reaparecem da noite para o dia. Ainda assim, se você está pronta para isso, vale muito a pena! Existem vários métodos e dicas a serem lembrados durante a transição e vamos contar tudo para vocês.

Como saber se estou na transição capilar?

A transição ocorre quando você decide abandonar as químicas de transformação e reduzir a quantidade de calor que coloca no cabelo com uma chapinha ou secador de cabelo e começa a usar os cabelos naturalmente enquanto sua raiz vai crescendo. Então, conforme você está saindo dessa textura lisa, seu cabelo vai começar a crescer e sua raiz a aparecer mostrando um cabelo diferente. Este cabelo natural é um cabelo enrolado, que encolhe e que pode levantar a sua raiz se a tendência é que seja cacheado deste a raiz. Neste momento, você está em transição capilar.

Quanto tempo demora o processo de transição?

Pode levar meses ou até anos, tudo depende do quanto você está disposta a cortar para se livrar da parte alisada. O cabelo, cresce em torno de 1 cm por mês quando o organismo está saudável. Isto significa que, para um crescimento de 10cm, demorará em torno de 10 meses, com uma questão: São 10cm de cabelo que estará enrolado e portanto a sua aparência é mais curta.

Esteja você no início, meio ou final de sua fase de transição, é todo um processo cheio de rotina e paciência. Roma não foi construída em um dia e seus cachos não reaparecerão do dia para a noite. Vai demorar um pouco para você aprender qual é a textura natural do seu cabelo. Na verdade, você pode estar tão acostumada a balançar os cabelos lisos que pode até ter esquecido como são os seus cabelos naturais.

O que é big chop?

Big chop (grande corte) nada mais é do que o processo de cortar completamente todo o comprimento com químicas do cabelo, mais precisamente onde os novos cachos terminam e o cabelo liso começa. É o momento de fim da transição capilar.

Algumas pessoas fazem algo chamado pré-big chop, onde deixam ainda uma parte do cabelo alisada, porque ela ainda não cresceu o suficiente para ficar visualmente igual as outras.

Porque fazer big chop?

Fazer o big chop com certeza é bem mais vantajoso do que cuidar do cabelo liso com o cabelo natural juntos. Cada parte merece cuidados diferentes e você precisará de um jogo de cintura maior para passar por este período. Além disso, o cabelo com química de alisamento, dificilmente voltará a cachear e ainda vai apresentar uma curvatura completamente diferente da raiz.

Deixar os cabelos crescerem neste período de transição é um processo longo que leva tempo, dedicação e deve ser acompanhado com visitas regulares ao cabeleireiro especializado em cachos e tratamentos naturais. Pesquise diferentes estilos e opções que irão melhor com o formato do seu rosto e a textura dos seus cabelos. Para alguns, é mais fácil cortar tudo de uma só vez e começar do zero.

Não significa que você vai poder deixar de tratar dos cabelos, você precisará manter os cuidados se quiser ter cabelos fortes e saudáveis, mas fazendo o big chop você elimina todo o processo de lidar com 2 texturas. Apesar disso, essa também é uma mudança muito drástica e que você não deve fazer sem ter certeza. Mas se você está impaciente ou não quer ficar fazendo a manutenção das duas texturas, o big chop provavelmente será sua melhor aposta.

O que usar para acelerar a transição capilar?

Você vai precisar de 3 produtos essenciais para a sua transição. Os seus cabelos agora exigem um regime de manutenção diferente. Isso significa que um pouco de tentativa e erro, em relação a produtos, mas isso é normal. Agora durante a transição partes de seus fios têm necessidades diferentes, tornando cada vez mais difícil encontrar os produtos de cuidado capilar certos que atendam a ambas as seções.

Esta é uma das razões pelas quais as pessoas preferem fazer um big chop para facilitar o processo de encontrar o produto certo para o cabelo. Se você optou por fazer a transição em vez de cortar tudo, precisará de produtos que possam fazer as três coisas a seguir por você:

1. Um potente tratamento com proteínas.

Compre produtos que fortaleçam seu cabelo. Devido à alta porosidade do cabelo com química, suas pontas podem parecer secas e pouco saudáveis. Cabelo com alta porosidade é incapaz de reter a umidade, porque as camadas externas dos fios apresentam fendas e fissuras. Um tratamento com proteína de trigo hidrolisada ou queratina aumenta a capacidade do cabelo de reter a umidade e torna o cabelo mais gerenciável. Ele também pode reduzir a porosidade do cabelo ao longo do tempo.

2. Tônicos capilares.

A massagem com óleos ou tônicos capilares ainda são a maneira mais eficaz de estimular o crescimento dos cabelos. Como a maioria dos óleos vendidos não são formulados para uso na raiz e sim no comprimento, lançe mão dos tônicos, de preferência naturais com óleos essenciais como hidrolatos. O tônico é deve ser borrifado na raiz e deve ser acompanhado de massagem circular com a ponta dos dedos por toda a extensão do couro cabeludo. Deve permanecer no couro cabeludo, portanto não necessita de enxágue. Você pode usar hidrolatos (solução de água com óleo essencial diluído) como tônicos na raiz e pele, são práticos, saudáveis e 100% naturais.

3. Um Leave-in eficaz.

Um leave-in é a chave para manter os cabelos hidratados após a lavagem durante o processo de transição. Qual a maneira de encontrar um que funcione para você sem desperdiçar dinheiro em produtos que não funcionam? O primeiro passo é determinar o seu tipo de cachos e como você gosta de uma finalização. Cabelos ondulados (2ABC) se dão bem com leave-ins mais suave, se você tem cabelos crespos (4ABC) e não gosta de volume, um creme mais consistente e com mais óleos talvez seja o melhor pedido.

4. Shampoo estimulante

É importante que você tenha em mente que shampoo vai na raiz e portanto ele deve conter os melhores ingredientes para estimular o crescimento dos cabelos. Não confie em rótulos chamativos, se concentre nos ativos. Existem muitos óleos de plantas e ervas que tem um potencial maravilhosos para o crescimento saudável dos fios como o alecrim, hortelã e o rícino, além de vitaminas e minerais essenciais para oxigenar o bulbo e manter a raiz limpa e sem resíduos que podem obstruir o bulbo capilar e dificultar o crescimento.

4. Cuidar da alimentação

Nada disso fará sentido se você não tiver uma dieta saudável. Não estamos falando de nenhuma dieta especial, você só precisa ter a certeza de que está consumindo no seu dia-a-dia alimentos saudáveis, com níveis balanceados de proteínas, frutas e legumes e não abusando de açúcares, gorduras e alimentos processados. Saiba como uma dieta ruim pode prejudicar o crescimento dos seus cabelos.

O que fazer para o cabelo voltar a ser cacheado?

Para o cabelo voltar a ser cacheado você precisa é cortar o quanto você puder as partes lisas transformadas pelas químicas, marque uma consulta com uma cabeleireira de confiança especialista em cabelos cacheados e tratamentos naturais. Corte os cabelos com frequência e adquira produtos de finalização como leave-in e géis para cabelos cacheados ou para transição. Não esqueça de tratar com máscaras, elas ajudam a hidratar, minimizar os danos do cabelo alterado pelas químicas. Mas não se engane, pois cabelos quimicamente tratados não voltam a ser naturais como aquele que nasce de sua raiz.

Porque meu cabelo cacheado não cresce?

Todos os cabelos cacheados crescem, mas pode não está crescendo como você gostaria. Em média, uma pessoa cresce 1 cm de cabelo novo por mês, cerca de 9-10 cm por ano. A diferença é o quão aparente é o seu crescimento e isso vai depender do seu tipo de cachos. O fator encolhimento é uma boa forma de determinar qual tipo de cacheada você é e também é algo que o sua cabelereira deve saber quanto cortar. O fator encolhimento é a diferença entre o comprimento de um cacho em seu caimento natural (seco) e quando é completamente esticado.

O seu fator encolhimento só será possível identificar com precisão quando você já tiver passado por todo o processo de transição e não tiver mais químicas restantes nos seus cabelos. Mas para que você entenda melhor, veja como verificar o fator encolhimento:

O que ajuda a crescer mais rápido?

Com uma dieta adequada, vitaminas e tratamentos, você pode dar uma força extra ao crescimento dos cabelos. Siga nossas 4 dicas essenciais para o crescimento:

1. Use tônicos.

Seus folículos capilares vão precisar de todos os nutrientes que puderem obter. Óleos essenciais e extratos vegetais presentes nos tônicos naturais são repletos de vitaminas e minerais essenciais para os cabelos. A vitamina A é ótima para o crescimento celular enquanto que a vitamina B fortalece os folículos capilares, já as vitaminas C e E combatem os radicais livres e a vitamina D ajuda a reduzir as chances de sofrer de alopecia. Se você está se perguntando que tipo de ervas ajudam na saúde e no crescimento do cabelo, temos uma lista abrangente aqui. Massageie bem os tônicos por toda extensão do couro cabeludo de maneira circular com as pontas dos dedos ao menos 2 a 3 vezes por semana.

2. Tenha uma alimentação saudável

Você comprou tudo o que precisa e que promete fazer milagres aos seus cabelos. Mas nada disso fará sentido se você não tem uma alimentação saudável. O cabelo saudável é um conjunto de fatores, além dos cuidados com os cabelos, você também precisa cuidar da sua alimentação. O que o seu cabelo e o seu corpo tem em comum é que os dois precisam de nutrientes, principalmente de origem vegetal, para que você tenha uma cabeleira saudável, viçosa e brilhante.

3. Corte as pontas regularmente.

Pode parecer contra-produtivo cortar os cabelos para ajudá-los a crescer, mas acredite, cortar o cabelo é muito importante. Isso porque a cada 2-3 meses você terá uma pontas danificadas, se você não aparar imediatamente, seu cabelo sobe com aquele dano e o seu cabelo continua quebrando pelo meio enquanto suas raízes estão crescendo, fazendo parecer que seu cabelo não está crescendo.

4. Escolha bem o seu shampoo

Tudo o que vai na raiz, desde os tônicos e shampoos devem ser bem selecionados, pois serão facilmente absorvidos pela pele com a massagem. Não abuse da espuma, não é ela que vai garantir que o seu cabelo esteja limpo e saudável. Escolha shampoos sem sulfato e dê preferência a shampoos naturais de crescimento ou estimulantes, eles contém uma composição rica em ativos de plantas que ao serem aplicados na raiz vão acelerar o crescimento dos seus cabelos e melhorar a saúde da raiz.

Como fazer para passar pela transição rápido?

Primeiramente, decida com antecedência se você planeja deixar o cabelo crescer e aparar os cabelos com química gradualmente ou se deseja fazer o big chop.

Não há resposta certa ou errada, é tudo sobre o seu nível de conforto e a meta geral para ter seus cachos de volta. Se você planeja deixar crescer, certifique-se de auxiliar o crescimento com produtos ideais de crescimento. O tempo que esse processo vai levar depende da velocidade de crescimento dos seus cabelos e do fator encolhimento dos seus cachos.

Isso vai exigir tempo, paciência e uma incrível força de vontade, mas você consegue! E até lá confira nossas dicas do que você pode fazer para ajudar a passar mais rápido por esse processo:

Como cuidar dos cabelos no período de transição?

1. Seu couro cabeludo precisará de uma desintoxicação séria.

Uma vez que você decide tornar-se completamente natural, seu couro cabeludo vai ter que passar por isso. As químicas de alisamento contêm substâncias que irritam o couro cabeludo, queimam o couro cabeludo ou deixam feridas, crostas e cicatrizes que podem danificar os folículos capilares e levar anos para serem reparados.

Então sim, se você está pensando em voltar a ter os cabelos naturais, é uma decisão sábia dedicar pelo menos alguns meses à desintoxicação do couro cabeludo, para que ele possa se recuperar completamente. Se você quiser algumas dicas de como fazê-lo corretamente, vamos te ajudar.

2. Troque o seu shampoo

A maioria dos shampoos contém detergentes fortes que ressecam o cabelo já tão prejudicado e danificado por tratamentos químicos. Não importa o quanto você lave com limpantes agressivos, as químicas são permanentes, elas não vão sair dos seus cabelos lavando, o único jeito é cortar. Por isso, vamos investir em shampoos mais suaves como o sem sulfato para Low Poo que são eficazes e não vão esgotar os seus cabelos. Além disto, alguns shampoos são estimulantes do crescimento, com ativos que irão fortalecer e estimular a sua raiz.

3. Capriche na máscara

Máscaras de hidratação, nutrição e reconstrução tem que entrar na rotina de lavagem. Seu cabelo precisa de muito tratamento para reparar os danos causados pelos produtos químicos de alisamento e assim garantimos que o crescimento dos novos cachos seja o mais saudável possível. Se você perceber algum frizz durante o crescimento dos cachos, isto pode significar que os cabelos não foram suficientemente hidratados. Por isso, use e abuse dos cremes e máscaras.

4. Visite a profissional especialista em cachos

Informe a sua cabeleireira de confiança se você pretende fazer o big chop ou deixar crescer com as duas texturas. Não tente cortar o seu próprio cabelo se você não for uma especialista ou estilista. Por mais tentador que seja fazer isso sozinha, os especialistas estão aqui para ajudá-la, pois conhecem as melhores técnicas para realizar o corte. Apare o cabelo com frequência. A maioria das cacheadas não quer cortar todo o cabelo liso, mas aparos regulares realmente ajudam no crescimento. Removendo o peso extra das pontas mais danificada você ajuda a estilizar melhor o cabelo e a longo prazo podem até formar alguma curvatura perceptível na parte com química.

5. Chega de ferramentas de calor

Você também vai precisar reduzir a quantidade de calor que coloca no cabelo através de uma chapinha ou secador de cabelo e começar a deixar os seus cabelos naturais. Não caia na tentação de fritar a raiz com secador e chapinha para ficarem iguais às pontas lisas. Lembre que alisar os cachos dessa forma só vai durar até o próximo banho ou chuva, mas amar seus cachos e viver com eles é para sempre!

Além disso, essas novas raízes são saudáveis, livres de produtos químicos e representam o que queremos ao final desse processo, portanto cuide bem delas e logo você terá cabelos lindos e saudáveis.

6. Tenha uma alimentação saudável

Refeições balanceadas são essenciais para ajudar o cabelo a crescer. Todos os cabelos se beneficiam de uma boa nutrição. Algo que se nota quando uma pessoa tem problemas de saúde relacionado a alimentação, como anorexia, é o cabelo fosco, sem vida e fino. Também é uma dieta saudável que mantém o couro cabeludo hidratado, ajudando a deixar os fios exuberantes e com brilho.

O que não fazer durante a transição capilar?

  • Deixar os cabelos excessivamente presos. Solte os seus cabelos, não os deixe presos em tranças ou coques por um longo período de tempo, dê ao seu cabelo tempo para respirar e crescer.
  • Cortar seu próprio cabelo. Tente não cortar o seus cabelos você mesma se você não for um estilista especialista ou licenciado. Por mais tentador que seja fazer isso sozinho, os especialistas estão aqui para ajudá-lo. Se você nunca cortou seu próprio cabelo ou fez um big chop, você quer o conselho e a orientação de um estilista de confiança que pode orientá-lo durante o processo.
  • Pintar o cabelo. Evite pintar os cabelos durante a transição. Produtos químicos fortes, descolorantes e outras tinturas podem ser prejudiciais para o seu cabelo saudável durante a transição. Não atrase seu crescimento por um toque de cor. Caso precise pintar, procure uma profissional especialista em cabelos cacheados.
  • Esquecer o uso de produtos. São eles que podem ajudar a restaurar e ajudar seus cachos. Seus cachos precisam de vitaminas e nutrientes saudáveis ​​encontrados em produtos para o cabelo.
  • Aquecer o cabelo. Haverá momentos em que você vai querer jogar a toalha e apenas voltar para as ferramentas de calor, mas não permita que sua frustração a faça ceder.

Pode fazer chapinha e usar secador durante a transição?

Durante a fase de transição, você ficará tentado a usar calor – especialmente chapinhas – para fazer seu cabelo parecer com uma só textura, mas tente lutar contra o desejo. A chapinha danifica o cabelo pois trabalha com altas temperaturas e a última coisa que você quer fazer é acabar com danos irrevogáveis ​​pelo calor em seu cabelo natural, o que resultaria em você ter que cortar tudo e começar tudo de novo.

O calor do secador também pode causar danos, mas você pode reduzir o risco de danos utilizando um difusor e um protetor térmico. Secar o cabelo com escova e temperaturas altas com o objetivo de deixá-los lisos, vai causar danos. Resista á tentação de alisá-lo com calor.

Quais os danos que a chapinha causa no cabelo?

Mesmo fazendo a chapinha uma vez por semana, o calor ainda causa efeitos desagradáveis nos cabelos. Quando você adiciona muito calor ao seu cabelo, está quebrando completamente a fibra do seu cabelo da mesma forma que faria se estivesse fazendo uma química, e uma vez que o dano ocorre nem sempre é possível reverter. A chapinha danifica toda a queratina natural dos seus cabelos, deixando-os fragilizados. O uso pode destruir o padrão natural de cachos e até mesmo levar à quebra severa, arruinando a estrutura dos fios de cabelo.

O que acontece com a queratina do cabelo quando usamos a chapinha?

O alto calor provoca alterações físicas e irreversíveis no cabelo a nível molecular. O calor elevado ou prolongado pode alterar a estrutura natural da proteína do cabelo.

JC, que tem bacharelado e doutorado em ciência material, explica em seu blog, The Natural Haven “O cabelo é feito da proteína chamada queratina. A queratina no cabelo tem uma torção natural chamada de hélice alfa. Essa torção está presente em todos os cabelos – lisos ou cacheados. Se você aquecer a queratina até cerca de 419 ° – 455 ° F, a hélice alfa começa a derreter. Esta é uma mudança física e é irreversível. Seu cabelo manterá a forma da queratina derretida em um nível molecular. Seu cabelo mostra esse dano molecular por não voltar a seus cachos ou ondas naturais e ficar mais reto.” Desta forma, a queratina ausente deixará seu cabelo mais susceptível a quebra.

O que acontece se passar muita chapinha no cabelo?

Todos os danos ao seu cabelo são cumulativos. Lembre-se de que você não tem células em crescimento na parte morta do cabelo. Portanto, se a cutícula estiver quebrada, ele permanecerá quebrado. Se você usar muita chapinha o calor vai danificar o córtex e ele permanecerá danificado. Uma máscara de tratamento pode ajudar a prolongar a vida do cabelo danificado, mas no final das contas ele está danificado e a máscara será somente uma medida paliativa que não resolverá o problema.

O que estraga mais o cabelo o secador ou a chapinha?

Tudo depende da temperatura que está sendo aplicada. No geral, qualquer calor aplicado ao cabelo causará um pouco de dano, mas o uso excessivo de calor danificará permanentemente o cabelo e arruinará o padrão dos cachos. Mas também temos outro fator a considerar. Quanto mais próximo da cabeça e dos fios a ferramenta está, mais dano pelo calor ela pode causar. O dano ocorre não somente para os fios, mas também para o couro cabeludo, podendo levar a queimaduras. Como a chapinha é uma prancha que está diretamente em contato com o fio ela tem mais risco de danos. Você pode continuar a usar o seu secador mesmo com os cabelos cacheados com a ajuda de um difusor e um protetor térmico, ele não deforma os cachos e evita que o calor esteja diretamente em contato com os seus cabelos.

O que estraga mais o cabelo chapinha ou babyliss?

Tanto chapinha quando babyliss trabalham com altas temperaduras para modelagem, o que acaba danificando o cabelo. Cabe a cada cacheada decidir quanto risco está disposta a correr, se você absolutamente precisa usar alguma dessas ferramentas, não deixe ficar mais quente do que 400 graus. Sempre aplique um protetor térmico antes para ajudar a reduzir o risco de danos. Use um tratamento intensivo de proteína na próxima lavagem para ajudar a cobrir quaisquer fissuras na cutícula do cabelo.

Porque os fios de cabelo quebram na transição?

Quando seu cabelo está passando de uma textura para outra, de várias maneiras, ele está no seu ponto mais frágil. Isso significa que, se não for tratado com carinho extra, você pode olhar e perceber que fazer o big chop pode ter sido a resposta mais fácil. A transição requer um pouco de premeditação e esforço para que você mantenha o comprimento que tem e, eventualmente, ganhe mais alguns centímetros.

Se isso é exatamente o que você quer, mas parece que não importa o que você faça, a quebra de cabelo é abundante, provavelmente é devido a uma ou mais das seguintes coisas. A boa notícia é que agora vamos te ensinar como colocar suas mechas em transição de volta aos trilhos.

Como evitar a quebra na transição capilar?

1. Corte o cabelo com frequência.

A maioria de nós tem uma relação muito estranha com tesouras de cabelo. Existem muitos blogs, artigos e vídeos no YouTube que nos informam que a saúde do cabelo requer apará-lo, mas ainda há algo em nossas mentes que prefere segurar as pontas secas e danificadas do que cortá-las. E quando a transição está acontecendo, deixar o cabelo ir é ainda mais difícil! Mas aqui está o negócio – se você não fizer cortes regulares (a cada seis semanas ou mais), seu cabelo definitivamente vai quebrar em algum ponto porque ter duas texturas extremas de cabelo ao mesmo tempo normalmente resulta em quebra. Para deixar registrado, aparar não é um problema. Conseguir um cabeleireiro que sabe a diferença entre aparar e cortar é. Por isso mesmo, escolha seu salão com sabedoria.

2. Não esconda demais os cabelos.

Não cometa o erro de pensar que só porque tranças, torções, nós Bantu ou mesmo uma peruca estão tornando todo o processo de transição mais fácil para você, você precisa fingir que é seu cabelo real. Durante a transição, seu couro cabeludo e cabelo precisam respirar, ser mimado e não ter a tensão de cabelos falsos e extensões o tempo todo. Se você não está removendo seus estilos de proteção a cada 6-8 semanas (no máximo) e, em seguida, dando ao seu próprio cabelo uma pausa de 1-2 semanas antes de começar um novo, lamento dizer isso, mas seu estilo de está causando mais danos do que benefícios.

3. Trate os cabelos com proteínas.

Enquanto o seu cabelo transita de uma textura para outra, seus fios já tão maltratados vão precisar de uma força extra. Utilize proteínas vegetais como queratina, colágeno ou proteína do trigo para repor a fibra capilar danificada. Isso evita que os seus cabelos fiquem muito frágeis e expostos e por consequência acabem quebrando. Isto é, se você leva a sério a retenção do comprimento, algo que deve fazer parte da sua rotina semanal de cabelo é um tratamento profundo de reconstrução. Se você quiser algumas recomendações sobre quais máscaras de tratamento utilizar, temos algumas aqui.

4. Não use ferramentas de calor.

A etapa mais importante na transição para evitar danos causados pelo calor é ficar longe do calor. Isso será fundamental para que seu cabelo volte a um estado saudável! Você deve interromper os hábitos que levem a este ponto. Não permita nenhuma desculpa para usar o calor. Chega de “apenas desta vez” ou “Bem, vou fazer só para sair”. Dê um beijo de despedida no seu secador e na sua chapinha por 6-12 meses e eu prometo a você, seu cabelo vai agradecer. Pode parecer assustador no início, especialmente se você está acostumado a usar o calor com frequência, mas no devido tempo você verá seu cabelo prosperar e não vai querer estragá-lo.

Quanto tempo demora para voltar aos cachos?

O tempo que leva para os seus cachos naturais aparecem é proporcional ao tempo que demora para sair toda a progressiva do cabelo. Sabemos que você está impaciente para terminar esse processo, mas pode levar meses ou até anos dependendo da sua disposição para cortar a parte alisada. Não há resposta certa para quando tempo demora para crescer o cabelo cacheado e crespo, pois varia de acordo com a estrutura do seu cabelo, sua dieta e também do quanto de atenção que você dá aos seus cabelos.

Como estimular o cabelo a cachear?

Nós cacheadas sabemos que a definição nem sempre vem naturalmente. Nem sempre é fácil conseguir sozinho, a técnica, as ferramentas e produtos corretos são definitivamente necessários. Siga aqui os nossos passos para definir os cachos na transição:

1. Comece com o cabelo encharcado.

Alcançar a melhor definição dos cachos significa começar na tela perfeita, que é o cabelo molhado – não úmido. A melhor definição vem com os cachos recém-lavados, condicionados e enxaguados a frio. O cabelo que é limpo e condicionado dá um novo começo, não deixando nenhum acúmulo de produto do passado e com alguma umidade remanescente de um enxágue ou tratamento de condicionamento profundo.

2. Aplique generosamente um creme de pentear ou leave-in.

Agora é hora de aplicar o produto. A escolha do melhor creme você só vai descobrir testando, não tem jeito. Mas aqui um spoiler: quando mais consistente o creme, mais durinho e definido os cachos ficam, só cuidado para não pesar. Aplique o creme nos cabelos já desembaraçados (de preferência desembarace sempre no banho)  apertando com movimentos de baixo para cima e mecha por mecha.

3. Fitagem e dedoliss.

Só alguma das técnicas para conseguir os cachos mais perfeitamente definidos. Você pode fazer a fitagem com os próprios dedos, dividindo seções do cabelo entre os dedos como “fitas”, cubra de creme mecha por mecha e por fim aperte bem. Você pode usar uma escova para isso como a jacaré ou um pente de fitagem. Ou você pode tentar o dedosliss, enrole a mecha com creme envolta dos dedos, segure e solte, como faria com um bigodim ou bob.

4. Deixe secar sozinho.

A melhor maneira de evitar o frizz é deixar secar ao ar livre. Sim, leva mais tempo e pode ser chato, mas meu conselho é tentar planejar com antecedência! Tente evitar deixar secar com uma toalha nos ombros, pois ela pode esfregar nos cachos e causar frizz. Uma camiseta de algodão é a melhor coisa a vestir. Se você absolutamente precisa secar os cabelos, use uma toalha de microfibra ou um secado com difusor.

Qual produto usar na transição capilar?

O essencial é um creme modelador de cachos eficaz e um tratamento potente com proteínas. Além disso lance mão de um tônico e muita massagem para acelerar o crescimento dos cabelos. Você pode apostar nos géis e gelatinas se quiser garantir uma ajudinha extra na definição. Durante o processo de transição, diferentes partes de seus fios têm necessidades diferentes, tornando cada vez mais difícil encontrar os produtos de cuidado capilar certos que atendam as duas partes. Se você não está pronta para fazer o big chop você pode notar pontos no seu fio que são muito mais finos do que outros, alguns os chamam de “pontas espigadas”. Isso acontece porque o seu cabelo sofreu graves danos devido ao constante processamento químico que sofreu.

O que fazer quando o cabelo fica espigado?

Se um tratamento potente com proteínas não recuperar os seus fios por causa da extensão dos danos, você pode cortar o dano completamente ou ir cortando aos poucos. Lembre-se de que a fibra danificada é mais suscetível a quebras, por isso as pontas excessivamente secas e espigadas podem dificultar a lavagem e modelagem do cabelo. Cabe a você decidir se para manter um comprimento não saudável vale a pena comprometer o comprimento saudável.

Como saber o que meu cabelo está precisando?

Pontas duplas e cabelo quebrando são o sinal mais revelador que o cabelo está danificado, mas existem alguns outros que não são tão óbvios. Se você está se perguntando se os seus cabelos estão apenas em um dia ruim ou se suas madeixas estão precisando de uma ajuda extra, aqui estão os sinais que você deve atenta:

1. Seus cachos não “pulam”.

Primeiro, como estão seus cachos? O seu padrão de cacho de repente parece esticado ou como se houvesse partes dele que estão retas? Isso é uma indicação bastante reveladora de que você está com danos por química ou excesso de calor. Quando são nas pontas é mais fácil de resolver, um bom corte facilita tudo. Mas para ajudar, use um tratamento de reconstrução com proteínas toda semana e conforme você for sentindo a melhora, pode reduzir essa frequência a 2x por mês.

2. Seu cabelo não está brilhante.

Depois que seu cabelo for lavado e condicionado, ele deve ficar mais brilhante do que antes. Se o seu parecer mais opaco, isso é um sinal sutil de que ele está ressecado. Este é especialmente o caso se você lavar com um shampoo mais forte para remover qualquer resíduo. Lembre-se de não abdicar da hidratação semanal e optar por shampoos mais suaves, sem sulfatos e mais cremosos para evitar esse problema.

3. Seus fios estão caindo mais do que o normal.

A queda do cabelo é uma parte natural da vida. Em média, perdemos algo entre 50-100 fios diariamente. Mas as químicas podem afetar não apenas nosso cabelo, mas também nossos folículos capilares. Como resultado, nosso cabelo na raiz ficará fraco e perderemos mais do que deveríamos. Então, se você vir toneladas de cabelo com um pequeno bulbo em cada ponta no banheiro ou na roupa de cama, isso significa que seu cabelo está caindo a uma taxa anormal e você deve abandonar as ferramentas de calor e dar ao couro cabeludo massagens com óleos essenciais curativos como sálvia ou alecrim também.

4. Seu cabelo não está macio.

Quando suas madeixas estão indo bem, você as sente macias quando passa os dedos por elas. Quando estão danificadas e com as cutículas abertas, ficam secas e ásperas. Reduza a temperatura da água do chuveiro para lavar os cabelos, use máscaras selantes, ou seja, com ingredientes que promovem mais condicionamento como limão e vinagre de maçã. Não esqueça de complementar o tratamento com proteínas toda semana.

Existe maneira de tirar a química do cabelo naturalmente?

Muitas perguntam se a progressiva sai do cabelo. A resposta é não. Mesmo que alguns cabeleireiros tenham sugerido o contrário porque a performance da progressiva é reduzida com o tempo, ela jamais sai dali. Sempre que o cabelo é danificado por químicas, não pode ser revertido. É isso mesmo, não é possível tirar a química do cabelo, não importa o quanto você lave. O que você precisa fazer para o cabelo voltar ao natural é cortar o quanto você puder as partes lisas transformadas pelas químicas.

Como deixar o cabelo com aspecto natural depois da progressiva?

Durante o processo de transição, seus cabelos vão ficar com duas texturas, é normal. Para manter o cabelos com aspecto mais saudável possível você tem que se dedicar aos tratamentos e não pode tentar igualar a sua raíz com o uso de ferramentas de calor com secador fazendo escova, ou passando chapinha. Existem outras maneiras de igualar as duas texturas de forma mais saudável e segura para obter cachos mais naturais como o uso de bigodim.

Qual o momento certo para fazer o Big Chop?

Depois de tudo isso significa que você precisa pegar a tesoura e começar tudo do zero? Somente se você estiver confortável com essa solução. Recomendamos consultar um estilista profissional para avaliar suas opções do você deve fazer daqui para frente. De qualquer forma, quanto mais cedo você faz um big chop menos tempo você perde cuidando de 2 texturas e tentando reverter os danos do comprimento. A hora certa depende somente de você. Mas uma coisa é certa, quanto mais cedo você cortar mais rápido poderá fazer seu cabelo voltar a um estado saudável.

Encontrando um profissional

Encontre o estilista certo para você, eu sei, parece fácil, mas você ficaria surpreso com o quão difícil isso pode ser. A pesquisa é tudo, desde seu trabalho, as suas ideias e estilo. Você não está procurando apenas um corte, o que você quer é um relacionamento de longo prazo com um cabeleireiro que te entente e sabe do que se trata a transição.

MCN Salão Natural e Vegano

Você sabia que quanto mais você cuida do seu couro cabeludo e do seu cabelo, mais saudável e bonito ele fica? A manutenção é a chave para desbloquear lindas madeixas! Um couro cabeludo saudável produz cabelos saudáveis ​​e, claro, a dieta tem muito a ver com isso. Por isso nós recomendamos profissionais de cabelos crespos e cacheados e tratamentos naturais para os seus cabelos, como o MCN Salão, um espaço especializado e completamente livre de químicas em seus tratamentos.

 

Quanto tempo demora para o cabelo cacheado crescer até a cintura?

Infelizmente não há resposta certa para essa pergunta, porque depende do seu tipo de cachos, do estágio em que você está na transição, da sua genética e do quanto você cuida dos seus cabelos. Não significa que não podemos te ajudar! A manutenção é a chave para fazer  o cabelo cacheado crescer mais rápido. Um couro cabeludo saudável produz cabelos saudáveis ​​e, claro, a dieta tem muito a ver com isso. Também é recomendado cortar a cada 6-8 semanas para eliminar as pontas secas dos cabelos, em conjunto com tratamentos para raiz e para o comprimento. Quanto mais você cuida do couro cabeludo e do cabelo, mais saudável e bonito ele se torna.

Qual o melhor corte para quem está em transição?

Tudo depende do seu gosto e do seu conforto com o cabelo curto. Existe uma infinidade de cortes a serem sugeridos para transição. O cabelo cacheado é um meio artístico que cabeleireiros profissionais moldam, portanto, a necessidade de uma consulta com um especialista é essencial ao decidir o corte. Alguns desses estilos realmente vão além, experimentando a verdadeira versatilidade de cabelos cacheados, crespos e ondulados. Com tantas texturas e padrões de ondulação, a possibilidade de originalidade é ilimitada.

O novo visual curto pode inflamar seu nível de confiança ou esmagar completamente a confiança. Portanto, estar preparado para a mudança de visual é fundamental. Embora o profissional de cachos seja o especialista criativo, se você não estiver pronto para adotar o novo visual de corte de cachos, isso pode atrapalhar mais do que ajudar a sua auto-estima. Portanto, é importante estar mentalmente preparado para o seu novo corte.

Desejamos a você boa sorte em sua jornada de volta aos cabelos naturais, toda a saúde capilar melhora à medida que você se distancia do calor e permite a sua textura natural. Seja paciente, dê muito amor aos seus cachos e saiba que tem pessoas aqui para ajudá-la com todas as suas necessidades.

Se houver dúvidas quanto a este período de transição capilar, deixe suas duvidas nos comentários! E suas dicas são super preciosas para nossa comunidade 🙂 Você gostou deste texto? ajude a divulgá-lo nas redes sociais! 🙂