Processos Químicos para os cabelos como escova progressiva, definitiva, francesa, inteligente, de chocolate, entre outros, são diferentes denominações utilizadas pelos profissionais de beleza para se referir a procedimentos com a finalidade de alisar, relaxar, amaciar ou reduzir o volume dos cabelos, de maneira mais ou menos duradoura. A maioria das mulheres que decidem relaxar o cabelo tem cabelos encaracolados e querem que ele fique liso e sem frizz. Os resultados variam de acordo com o seu tipo de cabelo, mas geralmente um relaxante deixa o cabelo liso por cerca de seis a oito semanas e exigirá retoques de tempos em tempos.
Saiba mais sobre o assunto agora!

Química no cabelo: o que tem na minha progressiva?

Procedimentos químicos para cabelo são bastante populares no país, mas você sabe o que contém nesses produtos?
Os alisantes são produtos cosméticos que modificam a estrutura química capilar para relaxar, alisar ou soltar os cabelos com efeito duradouro após o enxágue. É muito importante que você saiba a composição do produto que você ou o seu cabeleireiro usa em seus cabelos. O formol, por exemplo, no passado começou a ser utilizado inconsequentemente pelas pessoas que queriam um novo visual, mas essa substância é extremamente prejudicial a saúde e atualmente é proibido no Brasil como ativo principal (somente é permitido uma miníma quantidade de formol para fim de conservação do produto). Como alisante capilar representa riscos graves à saúde, tais como: irritação, dor e queimadura na pele, ferimentos nas vias respiratórias e danos irreversíveis aos olhos, a córnea e no couro cabeludo, resultando em quebra dos fios e queda agressiva dos cabelos.

Verifique se a embalagem do produto contém o número de Autorização de Funcionamento da Empresa (AFE) e o número do processo, que corresponderá ao número de registro do produto. Todos os alisantes capilares, inclusive os importados, devem ser registrados. Alisantes sem registro estão irregulares.

Perigos do Formal em processos químicos para o cabelo

De acordo com a Anvisa o uso de formol (Formaldehyde), ácido glioxílico (Glyoxylic Acid), Oxoacetamide Carbocysteine e Oxoacetamide Amino Acids (Glyoxyloyl Carbocysteine e Glyoxyloyl Keratin Amino Acids) e cisteína (Cysteine), que são ativos alisantes, não é permitido no Brasil. O formol também é chamado de metanal, formaldeído, aldeído fórmico, metil aldeído, oximetileno, oxometano, formalina. Ele apresenta nomes comerciais como Karsan, Ivalon, Fanoform, Lysoform. Mas de acordo com a Nomenclatura Internacional de Ingredientes Cosméticos (INCI), é chamado de formaldehyde.

Mas para que serve o formol?

O formol têm uso permitido em produtos cosméticos apenas com a função de conservante ou, no caso do formol, como endurecedor de unhas em produtos específicos para as unhas, conforme a RDC nº 15/ 2013. Para isso a Anvisa estabelece um nível de concentração máxima nos produtos, que varia entre 0,1% e 0,2%. Neste percentual, o formol apenas conserva a fórmula, não tendo potencial para alisar os cabelos, mas é o máximo permitido pela lei para manter um produto cosmético a níveis aceitáveis de uso e evitar todos aqueles problemas que causa a sua pele e cabelos.

Perigos dos procedimentos químicos para cabelo

Cartilha da Anvisa alertando sobre o uso do formol

 

O que é o Botox Capilar?

O Botox Capilar é descrito como um produto capaz de alinhar os fios, nutrir e restaurar as fibras danificadas, reduzindo o frizz e o volume, sem a promessa de alisar. Mas não se engane! Qualquer procedimento que altere a estrutura do seu fio, deixando os seus cachos mais abertos ou até “soltando os cachos” contém algum tipo de química. As substâncias químicas mais utilizadas em Botox Capilar são o ácido glioxílico e o formaldeído, alisantes potencialmente perigosos.
A Anvisa já proibiu 5 tipos de alisantes diferentes que não se vendiam com a promessa de alisar os fios, como o Botox da marca Forever Liss Professional, mas que continham alguma substância proibida, como o formol. Confira os produtos suspensos pela Anvisa!

O que é Selagem Capilar?

É um tratamento criado aqui Brasil à base de queratina (proteína similar a que compõe a fibra capilar), que tem a função de fechar as cutículas do fio (ou seja, ela sela a estrutura), quando elas são danificadas por processos químicos, como alisamentos e tintura. A selagem promete recuperar a saúde dos cabelos trazendo mais disciplina, hidratação, resistência e brilho. No entanto, assim como o Botox, você tem que conhecer bem o produto. Se o produto não for licenciado, ele pode conter em sua formulação, além da queratina, o formaldeído. Nesses casos, esse procedimento também alisa o fio. Sempre desconfie de alisamentos milagrosos!

Atenção!

Esse procedimento faz uso de ferramentas de calor, o que por si só já prejudica os fios. O calor ao invés de selar as cutículas ele as abre, um processo similar aos poros da nossa pele. Temperaturas altas abrem e temperaturas frias fecham. Por isso que se o cabelo estiver extremamente sensibilizado, esse procedimento não é recomendado.
Se você está procurando simplesmente tratar os seus fios, existem muitas alternativas que não requerem nenhum “milagre”. Simplesmente o trabalho de bons ativos de origem segura, regulamentados e manejados por profissionais experientes. Um bom exemplo é a terapia capilar, um acompanhamento feito por um profissional em cuidados naturais que faz uso de ativos vegetais, como óleos e manteigas, para cuidar dos seus cabelos. Mesmo se você tem químicas você pode se beneficiar e muito, de um tratamento natural. Esse tipo de tratamento é oferecido no MNC Salão e lá não está incluso nos serviços nenhum tipo de procedimento de alisamento ou de origem desconhecida. Saiba mais lendo a nossa matéria completa sobre o MCN Salão: http://bit.ly/3chKCt9

Como avaliar se um produto é seguro?

Verifique se a embalagem do produto contém o número de Autorização de Funcionamento da Empresa (AFE) e o número do processo, que corresponderá ao número de registro do produto. Todos os alisantes capilares, inclusive os importados, devem ser registrados. Alisantes sem registro estão irregulares e podem ser perigosos para sua saúde.
Produtos que tiverem derivados de ácido glioxílico (como, por exemplo, Glyoxyloyl Keratin Amino Acids e Glyoxyloyl Carbocysteine) em sua composição deverão apresentar também a frase: “Aplicações repetidas podem causar queda ou alterar a coloração dos cabelos”.

Procedimentos e métodos para alisamento capilar que são muito comuns em qualquer salão do seu bairro não são regulamentados pela Anvisa. A agência registra somente os produtos que serão utilizados. Portanto é importante que o salão que você frequenta seja de confiança. Todos os salões de beleza devem ser licenciados pela vigilância sanitária local.
Nos formulários encaminhados a Anvisa pelos fiscais sanitários que perceberam irregularidades, a adição ou manipulação de formaldeído pode ter sido feita pelo próprio profissional cabeleireiro. Nesses casos duas situações ocorrem: tanto o produto é fabricado com um teor de formol acima do permitido ou o produto é adicionado ao cosmético. Leia a matéria completa: http://bit.ly/31VV1G0

Importante!

É importante saber exatamente o que está sendo colocado no seu fio para que ele fique maleável. Alguns salões, não fazem uso de processos químicos o que é muito mais seguro e você tem a certeza de que nenhum resíduo de químicas de clientes anteriores entrará em contato com você através de ferramentas. Escovas, pranchas ou toalhas mal higienizadas em muitos salões acabam expondo você a químicas mesmo que você não queira. Nesse caso para se livrar delas você também pode acabar tendo que passar pelo processo de transição, mesmo sem ter feito química alguma!
Para saber se um produto é registrado na Anvisa, acesse: https://consultas.anvisa.gov.br.

Não e recomendado Alisante capilar em crianças

Os produtos destinados para alisamento capilar já são perigosos para o uso adulto, portanto não é indicado a aplicação de alisantes capilares para uso infantil. Segundo a Anvisa não existe produto regularizado com tal finalidade para o público infantil. O uso de alisante capilar em crianças é proibido e causa riscos á saúde. Procedimentos como progressiva, selagem ou botox capilar também são contra indicados para gestantes e lactantes.

Substâncias permitidas

Todos os alisantes, inclusive os importados, podem conter substâncias de uso proibido ou restrito a certas condições e concentrações. Não existe alisamento permanente sem químicas, mas existem substâncias alisantes permitidas pela Anvisa (estabelecidas as condições e restrições de seu uso). São elas:

• Tioglicolato de amônio;
• Hidróxido de sódio;
• Hidróxido de potássio;
• Hidróxido de cálcio;
• Hidróxido de lítio;
• Carbonato de guanidina / hidróxido de guanidina

Ainda assim, é recomendado que somente um profissional cabeleireiro faça a aplicação de produtos de alisamento, pois sua aplicação requer uma preparação específica que somente o profissional está habilitado a fazer. Além disso, alguns componentes alisantes são incompatíveis com certas substâncias (como descolorantes), por isso a importância de se conhecer o produto utilizado nos cabelos e evitar uma queda nada agradável.

procedimento químico para cabelos

Cabelo alisado é mais fácil de tratar?

Ter cabelos quimicamente alisados não é uma tarefa “fácil” você nunca sabe como os seus cabelos cacheados ou crespos reagirão ao calor intenso das pranchas ou a que horas você sofrerá danos causados ​​pela química. O cabelo relaxado precisa de atenção especial, portanto, se você vai alisar os cabelos, seja estratégico sobre isso. Mantendo o cabelo hidratado, juntamente com um tratamento semanal profundo, evitando o uso contínuo de ferramentas de calor e utilizando tônicos e higienizadores suaves para minimizar os danos na raiz.

Tente manter a temperatura da chapinha igual ou inferior a 350 graus. Use um bom protetor térmico e não faça o procedimento químico mais de duas vezes por mês. Não use chapinha e escova toda semana, pois você acabará enfrentando secura e danos causados ​​pelo calor. Certifique-se de usar um tratamento de reconstrução na semana seguinte ao relaxamento do cabelo e fique longe do sol excessivo que ressecará ainda mais o cabelo. É importante entender que, se você relaxar, seu cabelo será danificado a longo prazo e exigirá cuidados especiais para repará-lo.

Mulheres com cabelos naturalmente lisos ou alisados raramente precisam participar de toda a pesquisa, planejamento e previsão que as meninas encaracoladas fazem quando se trata de cabelos, no entanto, a jornada de todos é diferente. Se você decidir relaxar o cabelo no final, verifique se é algo com o qual você está 100% comprometido e não porque se presume que seja mais fácil. Como as cacheadas, você de cabelo liso também tem que estar consciente do que está sendo usado para deixar o cabelo liso e é preciso ser cuidado(a) e insistir nos melhores produtos e ingredientes para tratá-lo.

O recomendável que você se sinta bem com você mesmo(a) independente da estética, de qualquer procedimento ou tratamento utilize em seu cabelo e busque sempre preservar a sua saúde!

Loja Meu Cabelo natural - Processos químicos para cabelos

Conheça técnicas e produtos para manter o seu cabelo com química ou realizar a transição capilar com a ajuda da Meu Cabelo Natural. Confira a loja e Salão de Beleza Natural!

Movimento Cabelo Natural

Apesar do fato de existirem riscos potenciais para a saúde nos produtos químicos aplicados em seus cabelos, muitas ainda não descartam o uso desses procedimentos. Fios lisos ainda são considerados por várias mulheres como mais importante do que a saúde. Não importando o que contém nos produtos, ou se as químicas irritam nariz e olhos ou a chapinha queimando o couro cabeludo. Para muitas, cabelo liso ainda é tudo o que importa.

Onde uma mulher desenha a linha quando se trata de suas preferências de estilo? É mais sobre sua percepção do que é bonito ou é mais sobre o que é melhor para seus cabelos e estilo de vida? Se uma cacheada sempre usa cabelos lisos, isso reflete uma insegurança ou apenas uma preferência de estilo? Eu pergunto porque ainda existem muitas mulheres com cabelos naturalmente cacheados ou crespos que só usam os cabelos lisos. Agora, não estou tentando rotulá-las como inseguras, mas qual é o sentido de ser mais saudável e natural se você está sempre alterando a estrutura do seu cabelo de forma agressiva?

Há um retrocesso por alguns que acham que o cabelo liso é mais atraente e mais profissional, mas, ao iniciarmos uma revolução do cabelo natural, que está atraindo a atenção do mundo da moda, não devemos isso a todas as meninas crespas e cacheadas ao abraçar nossa naturalidade? Sentir sua textura e exibir seu volume? Sei que isso pode parecer radical, mas, ao permitir que o cabelo seja seu, forçamos outros a aceitar nossa beleza. Nossa beleza não deve ser diminuída ou diluída, e, constantemente, alisando nossos cabelos, não estamos apenas diminuindo nossa essência?
Então, pergunto a você que decidiu ter cabelos lisos: o cabelo liso é apenas uma opção de estilo? Você considera mais bonito? Você se sente mais confiante com cabelos lisos?
Compartilhe sua história.