Com a quantidade de conteúdos circulando pela internet relacionados ao tema, acaba sendo muito difícil decorar alguns detalhes quando decidimos ingressar nas técnicas.
Ao pesquisarmos sobre “produtos liberados”, nos deparamos com palavras como: sulfatos, petrolatos, parafina líquida, óleo mineral, silicones, dentre outras que geram um milhão de dúvidas.
A variedade de informações são tão grandes que é praticamente impossível tirar um tempo para estudar e decorar tudo isso. Principalmente se você é uma pessoa completamente ocupada e que mal tem tempo para lazer.
Ainda assim, no pouco tempo que lhe resta, se depara com um texto ou vídeo nas redes sociais referindo-se aos benefícios do low poo e no poo. Ao tentar se informar melhor para ingressar em um dos cuidados, por falta de atenção, entende que os parabenos se encaixam em um dos “proibidos” para as técnicas. E a resposta é NÃO!

Parabenos são compostos solúveis em água, portanto não comprometem o processo de lavagem com shampoo sem sulfato (low poo) ou higienizadores sem espuma (no poo).

O que são parabenos?

Os parabenos são compostos químicos utilizados como conservantes em cosméticos (para evitar que o produto estrague) e muitas das vezes até no nosso próprio alimento. O componente se encontra em maquiagens, desodorantes, hidratantes corporais, produtos para cabelo e até mesmo em tintas para tatuagens.
Eles proporcionam uma proteção contra fungos e bactérias, e previne males para a nossa saúde, entretanto pode não ser tão protetor assim.

Embora os parabenos sejam classificados como “seguros” nos alimentos pela Food and Drug Administration dos EUA, falar sobre o assunto tem gerado bastante polêmica desde uma pesquisa originada em 2004.

Através de estudos por Philippa Darbre (cientista da Universidade de Reading, Inglaterra), uma de suas pesquisas relata sobre as preocupações de uma possível contribuição dos parabenos com relação ao câncer de mama.

A equipe de pesquisa estudou amostras de tecidos de 40 mulheres submetidas a mastectomias entre 2005 e 2008 para o primeiro câncer de mama primário. No total, foram coletadas 160 amostras, sendo quatro de cada mulher, cobrindo locais da axila (o mais próximo da axila) ao esterno (osso do seio). Destes, 99% das amostras de tecido continham pelo menos um parabeno e 60% das amostras tinham cinco.

Sete mulheres relataram nunca ter usado produtos desodorantes antitranspirantes, sugerindo que os parabenos haviam entrado no seio de outras fontes.

Dr. Darbre disse: “Estes resultados são preocupantes porque os parabenos demonstraram imitar a ação do hormônio feminino estrogênio e o estrogênio pode conduzir o crescimento de tumores de mama humanos. Muitas das concentrações dos parabenos medidas nesses tecidos mamários seriam suficientes para conduzir o crescimento de células de câncer de mama humanas dependentes de estrogênio no laboratório”.

“O fato de que os parabenos foram detectados na maioria das amostras de tecido mamário não pode ser levado a implicar que eles realmente causaram câncer de mama nas 40 mulheres estudadas. No entanto, o fato de os parabenos estarem presentes em muitas das amostras de tecido mamário justifica uma investigação aprofundada.”

Nomes dos parabenos: methylparaben, ethylparaben, propylparaben, isopropylparaben, butylparaben, isobutylparaben, heptylparaben e benzylparaben.

Ainda faltam resultados conclusivos sobre os reais maléficos dos parabenos à saúde e também existe uma lista enorme de outros componentes químicos que podem desencadear algum tipo de reação no nosso organismo.
Produtos que não permanecem em contato com a pele durante muito tempo tendem a ser menos nocivos que àqueles que se mantém diretamente e diariamente, como: desodorantes, maquiagem, hidratantes…

Reações alérgicas podem ser imediatas ou em longo prazo.

Todavia, é bom recorrer a um dermatologista para que ele faça os testes caso o seu corpo se comporte indevidamente com algo que tenha comprado e utilizado recentemente.

Meio ambiente

A natureza sofre riscos de todos os lados diariamente. Tudo que utilizamos durante o banho, ao serem enxaguados pela água, fazem sua trajetória para os rios e infelizmente os peixes são muito sensíveis aos compostos estrogênicos.

Particularmente gosto de pensar sobre o meu papel para com o mundo. Você se preocupa com os animais ou com a natureza? Seja qual for sua preocupação, existem diversas atitudes a serem tomadas. Independente se você se preocupa apenas com você mesmo.

A decisão de usar conservantes desse tipo ou não são de total escolha do consumidor, então acho válido nos mantermos cientes e providos de informação para sabermos o que estamos ingerindo ou aplicando em nosso corpo.

Fonte: www.ecycle.com.br, lookaholic.wordpress.com

Dani é criadora de conteúdo apaixonada por cuidados de beleza com ênfase nas técnicas Low Poo e No Poo. Tem 5 gatinhos e adora uns joguinhos online. Se quiser saber mais sobre a autora, visite o Blog e o Instagram dela.